Notícias - Deputada Mara Caseiro

Assembleia reconhece atuação de artesãos de MS com medalha "Conceição dos Bugres"

sexta-feira, 17 de março de 2017
Por: Fernanda França   Foto: Bárbara Amorim 
Mara Caseiro entre autoridades e os homenageados com a comenda
A deputada estadual Mara Caseiro (PSDB) comandou na noite dessa quinta-feira (16) sessão solene para entrega da Medalha Conceição dos Bugres a artesãos de Mato Grosso do Sul, incluindo profissionais e associações que se destacam por sua criatividade.
O evento foi proposto pela parlamentar em alusão ao Dia do Artesão, comemorado em 19 de março.

“Esta é uma justa homenagem àqueles que, com sua vocação, transformam aquilo que vêem em arte e assim divulgam o Estado para todo o mundo. Essa noite foi para valorizá-los e incentivar a continuidade dos trabalhos. Que a inspiração de vocês seja uma constante e que Deus abençoe sempre esse dom”, discursou a deputada.

Ela destacou que o artesanato dá continuidade às tradições de uma determinada região, resgata costumes muitas vezes esquecidos e traz a história para o momento presente.

"É uma atividade rentável, bela, e que muitas vezes colabora e atua como peça chave nas economias locais, gerando emprego, renda e dignidade a quem vive em pequenas comunidades. O turismo é outro setor grandemente beneficiado pelo artesanato, uma vez que ele agrega diferencial cultural a uma determinada localidade", falou Mara Caseiro.

Dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) apontam que no Brasil há cerca de nove milhões de artesãos, que movimentam um faturamento anual de R$ 50 bilhões.

Em Mato Grosso do Sul, há cerca de 4.200 profissionais com registro, conforme revelou a presidente da Proart (Associação dos Produtores Artesanais e Artistas Populares de MS), Indiana Marques. Entretanto, deve haver ao menos o dobro de artistas em atividade.

“Uma solenidade como essa é importante para nós, pois ainda nos falta a divulgação do trabalho. Vendemos muito fora do Estado, mas o público local não nos valoriza como poderia e temos potencial para isso”, comentou.

A Medalha Conceição dos Bugres foi instituída pela Resolução 04/2013 e é destinada a pessoas e entidades que tenham se destacado na produção artesanal em todo o Estado. Um documentário com entrevistas da artista Conceição dos Bugres foi exibido na solenidade. A película foi dirigida pelo jornalista e cineasta Cândido Alberto da Fonseca.

Conceição esculpia os bugres nas madeiras que coletava na mata em volta de onde morava. Gaúcha, veio para Mato Grosso do Sul ainda criança, onde passou a conviver com os indígenas, fontes de sua inspiração.

Encerava as peças com cera natural de abelha e após sua morte, em 1984, seu trabalho foi continuado pelo seu neto, Mariano.

“Eu aprendi a fazer as peças direto com a minha avó. A confecção é feita toda manualmente. Eu coleto a madeira, encero agora com cera amarela, esculpo a boca, mãos, cabelo nariz e depois pinto uma a uma. Ela pintava com carvão. Essa peça virou um ícone de Mato Grosso do Sul e hoje é reconhecida no mundo todo. Eu me senti emocionado com essa solenidade de hoje, é uma honra receber essa homenagem”, comemorou o neto de Conceição dos Bugres.

Na ocasião foram homenageados por indicação de 13 deputados os artistas: Juliano Laurindo Rodrigues, Luiz Carlos Araújo, Dione Assumpção do Nascimento, Odirmo Coimbra, Nadyr Diehl Colombelli, Serginho Turibio da Silva, Sebastiana Nantes Milan, Sérgio Gonçalves, Fania Catarina Martins dos Santos, Marileize Ourives Nogueira, Kelle Almeida Teixeira, Antônia Hanemann, Rossana Luckner, Silvia Stumpo, Andrea Lacet, Elisabeth do Nascimento Teixeira, Rafael Ferreira Lott, Lourdes de Jesus Nascimento dos Santos, Jedalia de Souza Irmão, Monique Klein, Davi Ojeda, Claudia Cristina Castelão, Luís Mauro da Silva, Valdecy Alves do Nascimento, Sotera Sanches da Silva, Assunção Alves, Aparecido de Mello Escarmarhani, Riverarte, Marilde Cecília Ferreira, Sérgio Augusto Ramos, Agripino Soares de Magalhães, Rosângela Cacho, Aline Maiara Pereira da Silva, Manoel Athayde Netto, Nargete de Oliveira Morilha, Cléber Ferreira de Britto, Izabete Martins Leite, Sandra Célia Nagler, Eliana Imanaga, Salvador Pereira Lescano, Ademir Macedo Alves, Júlio Horta Resquim, Mariano Antunes Cabral Silva e Walter Lambert.

Também receberam a comenda o Sindicato dos Artesãos de Mato Grosso do Sul, Associação dos Produtores Artesanais e Artistas Populares de MS, Associação dos Artesãos da Praça dos Imigrantes, Associação dos Microempreendedores Individuais de MS e Associação dos Artesãos de Mato Grosso do Sul.

Prestigiaram a solenidade a gerente de desenvolvimento e atividades artesanais da Fundação de Cultura do Estado, Katienka Dean Klein (representando o secretário Athayde Nery), o fundador do projeto Cadeia Produtiva do Osso, David Rogério Ojeda, a superintende de logística e infraestrutura da secretaria de Fazenda, Rufino Kuhnen (representando o secretário Mário Monteiro), a secretária de Direitos Humanos e Trabalho, Elisa Cleia Nobre (representando o governador Reinaldo Azambuja), a superintendente de Cultura da Secretaria de Cultura e Turismo de Campo Grande, Renata Leoni (representando a secretária Nilde Brum), além dos deputados Cabo Almi (PT), Antonieta Amorim (PMDB) e Dr. Paulo Siufi (PMDB).
O evento contou com a apresentação musical do cantor e compositor Zé Geral.