Deputado Maurício Picarelli

Gabinete: (67) 3389-6358
mpl@terra.com.br
Notícias do Deputado




O deputado estadual Maurício Picarelli (PSDB) cumpre mandato no Parlamento Estadual desde 1987 e está em sua OITAVA legislatura. Autor de mais de 250 leis, todas sancionadas,Picarelli está no ranking dos parlamentares que mais propuseram projetos de lei nos últimos anos.

 

Em  2015, foi designado Corregedor-Geral do Parlamento Estadual, ato este  que ocupa já por 14 anos.

Em mandatos passados, já ocupou a posição por duas vezes consecutivas o de vice-presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul e 2º vice-presidente da Casa, membro da CCJR (Comissão de Constituição, Justiça e Redação), da Comissão de Acompanhamento da Execução Orçamentária; da Comissão de Defesa dos Direitos do Consumidor, da Comissão de Saúde e Seguridade Social; Comissão de Trabalho, Cidadania e Direitos Humanos; Comissão de Controle de Eficácia Legislativa; Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável.

Foi presidente da Comissão de Desenvolvimento Econômico no seu primeiro mandato (1987-1991). No período seguinte, de 91 a 95, permaneceu com função de presidente da Comissão de Desenvolvimento Econômico e foi presidente da CCJR.

No terceiro mandato, nos anos de 1995 e 1996, ocupou a 2ª Secretaria da Mesa Diretora da Assembleia. Foi 3º vice-presidente em 97 e 98, sendo que em 97 foi também presidente da Comissão de Finanças e Orçamento e presidente da CPI da Enersul (Empresa Energética de Mato Grosso do Sul).

Em 1999 assumiu a 2ª Vice-Presidência da Casa, acumulando as presidências das Comissões do Mercosul, de Controle e Eficácia Legislativa, do Parlamento Amazônico e a vice-presidência do Parlasul (Parlamento do Sul), entidade que agrega as assembleias legislativas dos Estados de MS, PR, SC e RS.

Novamente reeleito (1999-2003), Picarelli assumiu no primeiro biênio a 2ª Vice-Presidência da Assembleia. Após ser tesoureiro, diretor regional e vice-presidente, assumiu a presidência da Unale (União Nacional dos Legislativos e Legisladores Estaduais) em 2002. 

Em 2001, foi eleito presidente do Parlasul e, desde 2002, secretário-geral da Copa (Confederação Parlamentar das Américas). De 2001 a 2003 exerceu o cargo de tesoureiro da Unale e no mesmo ano, no dia 21 de junho, foi conduzido à presidência da União.

Nos trabalhos internos da Assembleia, durante o quarto mandato, foi presidente da CPI da Segurança e relator da CPI que investigou os empreendimentos do Reverendo Moon em Mato Grosso do Sul. Foi reeleito em 2002, com 20,2 mil votos.

Em 2003 foi nomeado presidente da Comissão Especial de Adaptação da Constituição Estadual, vice-presidente da Comissão de Acompanhamento da Execução Orçamentária; membro das Comissões de Educação, de Saúde, de Controle e Eficácia Legislativa; suplente das Comissões de Justiça, de Agricultura, de Legislação Participativa, de Turismo; bem como das Comissões Especiais de Reforma do Regimento Interno e de Divisão Territorial.

Em 2005, no mês de fevereiro, Picarelli propôs a instalação da CPI da desnutrição e mortalidade infantil indígena nas aldeias de Mato Grosso do Sul, assumindo a presidência da comissão – os trabalhos foram concluídos no fim do ano e foi comprovado o desvio de verba de órgãos ligados à proteção do índio. Seis anos depois, o parlamentar propôs outra importante CPI – a da construção civil para apurar as possíveis irregularidades trabalhistas e desrespeito ao direito do consumidor praticadas por grandes construtoras –, cujos trabalhos foram concluídos em janeiro de 2012. Ficou confirmado que as grandes construtoras subempreitavam suas obras e, contratualmente, buscavam se eximir das obrigações trabalhistas, que ficavam a cargo de empresas subempreitadas.

Picarelli foi reeleito com mais de 20 mil votos para a 6ª Legislatura da Assembleia (2007 a 2011), continuando sua luta pelo social por meio de projetos de lei para beneficiar idosos, deficientes físicos e consumidores.

Em 3 de outubro de 2010, Picarelli foi reeleito com 28.277 votos para assumir a 7ª Legislatura da Assembleia (2011 a 2014). Mais uma vez, segundo o parlamentar diz: “meu mandato é do povo, eu luto pelo social. Muitos são os obstáculos, mas as vitórias recompensam todo o esforço”.

 

Na sua 8 ª legislatura, Picarelli   é reeleito com mais de 23.000 votos, ocupando  a 17ª posição entre os deputados escolhido pelo povo 

 

Além da atividade parlamentar, Picarelli atua como jornalista. Apaixonado pela comunicação, o deputado apresentou por 25 anos o programa "O Povo na TV", veiculado na TV Campo Grande, afiliada do SBT no Mato Grosso do Sul e também o programa "O Povo se Defende", na Rádio Cultura.

Em fevereiro de 2007, o parlamentar passou a apresentar o programa “Picarelli com Você”, exibido pela TV Guanandi, afiliada da Band. E Desde janeiro de 2010, ele comanda “Picarelli com Você” na TVMS, afiliada da Record, passando agora a partir de 2015 a comandar também  o programa Cidade Alerta MS 

Com mais de 50 anos de profissão, e sucesso ininterrupto há  35 anos no Estado, o deputado estadual e apresentador Mauricio Picarelli também tem a rádio como uma de suas paixões. Já comandou o programa de rádio “Picarelli com Você” na Rádio Difusora AM Pantanal 1840; FM Moreninhas 106,3 KHZ, e aos sábados na FM 95,9KHZ. No final de 2011 o comunicador Maurício Picarelli assumiu o programa de sucesso Café com Blink na FM 102,7. O programa ficou no ar sob o seu comando por dois anos.

 

Com força total, Picarelli deixa em meados de 2016 a TV Record MS, para assumir em novembro o programa Mauríco Picarelli na  TV Interativa (também chamada de TVI) ,  uma emissora de televisão brasileira instalada em Campo Grande, afiliada a Rede Bandeirantes , canal 13.


Sua vida pública não para por aí. Com uma história norteada por lutas e desafios, Picarellitem suas bases de vida e sua trajetória sujeitas à vontade de Deus, firmadas mesmo é nos alicerces cristãos. Por isso, cumpre mais uma missão: o importante papel missionário para a comunidade evangélica.

Em Campo Grande, o missionário Mauricio Picarelli, presidente do ministério Movido para Cristo, atuou como ministro evangélico por mais de 22 anos no culto Terça Nobre com Cristo na 1ª Igreja Batista. Atualmente exerce sue Ministério  na Igreja da Graça..