Brasão da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul

Amarildo Cruz cobra providências sobre problema ambiental em Jardim e Bonito

Imagem: Amarildo solicita fiscalização da agricultura exercida na área do Rio da Prata
Amarildo solicita fiscalização da agricultura exercida na área do Rio da Prata
05/12/2018 - 11:32 Por: Heloíse Gimenes   Foto: Victor Chileno

O deputado estadual Amarildo Cruz (PT) classificou como desastre o dano ambiental que atingiu o Rio da Prata, em Jardim e Bonito. Na sessão desta quarta-feira (5), o parlamentar usou a tribuna para solicitar providências das autoridades ambientais e do Poder Judiciário quanto à fiscalização da atividade agrícola na região.

“A Polícia Militar Ambiental identificou a fazenda de onde saiu a água com barro que atingiu o Rio da Prata, mudando o tom cristalino e causando graves prejuízos ao meio ambiente. Não sou contra o agronegócio, mas defendo que o desenvolvimento seja sustentável. O avanço desenfreado da fronteira agrícola precisa ser fiscalizado. Não podemos compactuar com os produtores que não estão cuidando do meio ambiente”, afirmou Amarildo.

Em aparte, o deputado Zé Teixeira (DEM) criticou a penalização contra os produtores rurais. “Não podemos responsabilizar o setor que desenvolve este País”. O deputado Pedro Kemp (PT) apresentou indicação ao Poder Executivo, cobrando medidas urgentes. “É imprescindível que o Governo do Estado tome providências imediatas, pois não pode permitir que em detrimento de interesses privados seja prejudicada toda uma cadeia produtiva, que é voltada ao turismo e comércio, mas, principalmente, porque não pode privar das futuras gerações o direito de usufruir das belezas naturais mais importantes do mundo”, disse Kemp.

Em seu discurso, Amarildo Cruz também lamentou a possibilidade do fim do Ministério do Meio Ambiente, o que pode ocorrer no governo do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL). “É um fato temerário. Além de ameaçar o protagonismo do Brasil em importantes discussões sobre a questão ambiental, irá levar o País ao caminho dos desastres ambientais”, encerrou.

Permitida a reprodução , desde que contenha a assinatura "Agência ALMS".
Crédito obrigatório para as fotografias, no formato "Nome do fotógrafo/ALMS".
05/12/2018 - Sessão Plenária
Banco de Imagens