Grupo vai discutir políticas públicas para tratamento de pessoas com anemia falciforme


Grupo de trabalho, formado por representantes da sociedade civil e do governo, vai discutir políticas públicas para o tratamento da anemia falciforme, doença que acomete, sobretudo, a população negra. A decisão resultou da audiência pública "Saúde da população negra – anemia falciforme", realizada na tarde desta quarta-feira (11) na Assembleia Legislativa por proposição do deputado João Grandão (PT) em parceria com o Coletivo de Mulheres Negras de Mato Grosso do Sul “Raimunda Luzia de Brito”.

Inicialmente, o grupo de trabalho terá participação de representantes de entidades ligadas ao movimento negro, de profissionais da área de saúde, da Assembleia Legislativa e da Secretaria de Estado de Saúde (SES). Entre as primeiras decisões a serem tomadas pelo grupo, destacam-se a realização de seminário para tratar sobre a anemia falciforme e a ativação de comitê que delibere quanto a ações relacionadas à doença.

Outras formas de enfrentamento à enfermidade foram discutidas na audiência pública e, certamente, serão retomadas pelo grupo de trabalho. Foi levantada a necessidade de preparação dos profissionais da área de saúde para o atendimento e tratamento de pacientes com anemia falciforme, principalmente nas unidades básicas. Também foi proposta a realização de campanhas de informação e sensibilização quanto à doença.

Para contribuir ao fomento dos debates, que resultaram na decisão de criar o grupo de trabalho, a enfermeira Dra. Berenice Assumpção Kikuchi, presidente da Associação de Anemia Falciforme de São Paulo, palestrou sobre a doença. Ela tem especialização em Anemia Falciforme pela University of the West Indies em acordo bilateral Brasil e Jamaica e é uma das maiores autoridades brasileiras no assunto.

Fonte: Agência AL MS

Download
Equipe Rádio Assembleia em 12/07/2018 09:40:00