Brasão da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul
ALEMS no combate ao Coronavírus

“Sobre a imunizaçação, poderíamos estar numa situação bem diferente”, afirma Kemp

Imagem: Kemp falou do número baixo de imunizados na população brasileira contra a Covid-19
Kemp falou do número baixo de imunizados na população brasileira contra a Covid-19
04/05/2021 - 10:45 Por: Christiane Mesquita   Foto: Luciana Nassar

Durante a sessão ordinária desta terça-feira (4), o deputado estadual Pedro Kemp (PT) abordou o processo de vacinação da população brasileira. “Retomo o assunto, pois é de extrema importância e grande preocupação para a população. O Brasil já aplicou mais de 45 milhões de vacinas. Em torno de 30 milhões de pessoas receberam a primeira dose, o que representa apenas 14,5% da população, e em torno de 14 milhões receberam a 2ª dose, o que representa 7% da população recebeu a primeira dose”, detalhou.

“Não é verdade então que o Brasil é um dos países que mais vacinou, em termos de imunização da população, poderíamos ter uma situação bem diferente, não fosse o Governo Federal negacionista ter desdenhado da gravidade da pandemia, afirmando que se tratava de uma gripezinha, incentivado aglomerações, o não uso de máscaras e o uso de tratamentos precoces que não tem eficácia comprovada contra a Covid-19, ficando também contra as medidas restritivas adotadas pelos Estados e municípios”, considerou Kemp.

Ainda sobre as medidas restritivas adotadas por Estados e municípios, Kemp lembrou da diminuição dos números de internados em Mato Grosso do Sul. “Já são 40 dias com mais de mil pessoas internadas por conta da Covid, esse número caiu nos últimos dias, e ontem, pela primeira vez, ficou abaixo de mil. Isso é reflexo daqueles 15 dias de medidas restritivas, embora haja posicionamento contrário da União, elas se mostram eficazes”, frisou.

Pedro Kemp também falou das apurações iniciais da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19, no Senado Federal. “O Governo Federal recusou 11 vezes as ofertas para a compra da vacina, que a única solução preconizada pela ciência hoje para prevenir essa doença. Se tivesse comprado as vacinas quando elas estavam sendo ofertadas no mercado internacional ainda ano passado, nós poderíamos estar com metade da população ou até 60% da população brasileira vacinada”, concluiu.

Permitida a reprodução do texto, desde que contenha a assinatura Agência ALEMS.
Crédito obrigatório para as fotografias, no formato Nome do fotógrafo/ALEMS.