Brasão da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul
ALEMS no combate ao Coronavírus

Emoção pela perda do coronel Adib marca solenidade de entrega de medalha

Imagem: Constantina Massad, viúva do coronel Adib, recebeu um buquê de flores ao fim da sessão; estão com ela, Jeder, Neno Razuk e Coronel David
Constantina Massad, viúva do coronel Adib, recebeu um buquê de flores ao fim da sessão; estão com ela, Jeder, Neno Razuk e Coronel David
20/10/2021 - 21:02 Por: Osvaldo Júnior   Foto: Wagner Guimarães


Constantina Massad, viúva de Adib, e o deputado Coronel David

“Vem à minha memória ele aqui do meu lado, eu o acompanhando para receber a homenagem, porque já era muito idoso. Sinto como se ele estivesse aqui. É, realmente, uma grande dor”, disse, emocionado, Jeder Massad, filho do coronel PM Adib Massad, minutos antes da sessão solene para entrega da medalha que tem o nome de seu pai. Instituída em 2017, a honraria foi, pela primeira vez, entregue sem a presença de seu principal homenageado, falecido em março deste ano.

A sessão foi realizada na noite desta quarta-feira (20) a partir do plenário da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS) com participação virtual dos 31 homenageados, indicados pelos parlamentares. A medalha foi instituída pela Resolução 31/2017, de autoria do deputado Coronel David (sem partido), proponente da solenidade. As pessoas que receberam a honraria são profissionais da Segurança Pública com atuações relevantes ao Estado.


Jeder leu, emocionado, reportagem da década de 1980 sobre seu pai

“Tenho a total certeza que a pequena homenagem proposta por mim em 2017 não poderia ter nome melhor que o de nosso amigo coronel Adib Massad, que nos deixou em março”, afirmou o Coronel David no discurso de abertura do evento. “Ele nos deixou um legado de honradez na segurança e proteção ao nosso Estado, o qual ele serviu com muita competência em mais de 30 anos de carreira”, completou o parlamentar.

Após o discurso do deputado Coronel David, Jeder Massad falou em nome da família. “Mexendo no acervo do meu pai em minha casa, encontrei esta relíquia”, contou Jader, mostrando uma folha de jornal, amarelada pelo tempo, com uma reportagem da década de 1980.

A matéria, lida, na íntegra, por Massad, ressalta um lado do coronel pouco tratado pela imprensa: o Adib pai e esposo e não apenas o policial notável pela atuação na fronteira. Massad fez uma leitura emocionada, embargando a voz algumas vezes, sobretudo, no momento em que a reportagem mencionava a seguinte frase do coronel  Adib sobre seus filhos: “eles sabem o pai amigo que têm”.

Além de Jeder, também participaram da solenidade a viúva do coronel Adib, Constantina de Souza Benevides Massad, e outros familiares. No final da sessão, Constantina recebeu um buquê de flores. Ela compôs a Mesa das Autoridades, juntamente com Jeder e Coronel David, além do deputado Neno Razuk (PTB).  


Medalha, criada em 2017, tem o nome de Adib, falecido neste ano

Homenageados - Após a fala, carregada de emoção, de Jeder Massad, iniciou-se a entrega da medalha aos homenageados. Devido às medidas de biossegurança para se evitar o contágio pelo coronavírus, os profissionais agraciados com a honraria participaram da sessão de forma virtual. A entrega da medalha será encaminhada por intermédio dos gabinetes aos seus indicados.

Por indicação do deputado Coronel David, foram homenageados o delegado Fábio Peró Correa Paes, o capitão Valentim Sandim Borges, o coronel Franco Alan da Silva Amorim, o coronel Wagner Ferreira da Silva, o policial federal Mário Robson Felice Ribas, o subtenente Rinaldo Olmedo Viana, o subtenente Paulo Nogueira, o tenente-coronel Wilmar Fernandes, o 2ª Sargento Jocynelia Costa, André Estevam Medeiros, o coronel Neidy Nunes Barbosa Centurião e o tenente Adriano de Oliveira Candido.

Também receberam a medalha o investigador Walter Hugney Silva (indicação do deputado Antonio Vaz), o tenente-coronel Helbert Davyson Romeiro de Souza e a soldado do Corpo de Bombeiros Josiane Silva Pereira (indicados pelo deputado Barbosinha), o tenente-coronel PM Luis Antônio Sá Braga (indicado pelo deputado Capitão Contar), Orlando Vicente Abate Sacchi (indicação do deputado Eduardo Rocha), o tenente-coronel PM Elcio Almeida (indicado pelo deputado Evander Vendramini), Aurilucio da Silva Dauria e Alessandro Benites Thiry (indicado pelo deputado Herculano Borges), o delegado Antônio Silvano R. da Mota (indicação do deputado Jamilson Name), o cabo PM Wylker Córdoba Santos (indicação de João Henrique Catan), Edilaine Mansueto (indicada pelo deputado Lucas de Lima), o delegado Antonio Carlos Costa Mayer (indicado pela deputada Mara Caseiro), o delegado Erasmo Bruno de Mello Cubas (indicado pelo deputado Marçal Filho), Maercio Alves Barboza (indicação pelo deputado Márcio Fernandes), Silvio Reginaldo Peres Costa (indicação de Neno Razuk), o subtenente Marco Antônio de Arruda (indicado pelo deputado Paulo Corrêa), o 3º Sargento PM Vanilton Rodrigues do Prado (indicação do deputado Renato Câmara), Carlos Roberto De Oliveira e João Rafhael Ferri (indicações do deputado Rinaldo Modesto).

Coronel Adib Massad - Conhecido por sua atuação na fronteira de Mato Grosso do Sul, o coronel Adib Massad nasceu em Cáceres (MT) no dia 22 de abril de 1929. Ele iniciou a carreira policial em 1953, quando ingressou na Polícia Militar de Mato Grosso. Três anos depois, tornou-se delegado em Cáceres. Também foi delegado em  Poxoréu, Rondonópolis e Dom Aquino, no norte do Estado, e em Jardim, Paranaíba e Porto Murtinho, ao sul.

Na região de fronteira de Mato Grosso do Sul, Adib esteve no comando do antigo Grupo de Operações de Fronteira (GOF), hoje Departamento de Operações de Fronteira (DOF), em Dourados, na década de 1990. Nesse período, ganhou notoriedade por sua atuação no combate ao crime organizado. Coronel Adib faleceu no dia 3 de março, aos 91 anos.

Permitida a reprodução do texto, desde que contenha a assinatura Agência ALEMS.
Crédito obrigatório para as fotografias, no formato Nome do fotógrafo/ALEMS.