Brasão da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul
ALEMS no combate ao Coronavírus

Deputados comemoram anúncios de congelamento de alíquotas de impostos

Imagem: Lidio Lopes foi quem puxou o assunto na tribuna
Lidio Lopes foi quem puxou o assunto na tribuna
09/11/2021 - 11:34 Por: Fernanda Kintschner   Foto: Luciana Nassar

Os deputados Lidio Lopes (PATRI), Amarildo Cruz (PT) e Pedro Kemp (PT) usaram a fala nesta terça-feira (9), durante sessão na Assembleia Legislativa, para registrar contentamento com o anúncio da Prefeitura de Campo Grande desistindo de aumentar a alíquota do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) previsto em 10% e também com o possível congelamento do Imposto sobre Propriedades de Veículos Automotores (IPVA), por parte do Governo do Estado.

Lidio Lopes iniciou a fala parabenizando a prefeitura e dizendo que recebeu resposta do Governo do Estado, a um requerimento seu enviado início de setembro, em que pediu que mantivesse congelada a alíquota do IPVA, visto que o reajuste impactaria muito a população.

“Como a aplicação da alíquota de 2,5% é em cima do veículo, as pessoas teriam um reajuste muito alto, porque como houve queda na fabricação o valor dos veículos usados valorizaram demais, alguns até 29%. E o aumento do salário da população não teve um aumento desses. Então enviei o requerimento pedindo estudos que possibilitassem a manutenção dos índices pagos este ano e recebi resposta da Sefaz que projetos neste sentido serão enviados à apreciação da Assembleia Legislativa”, comemorou Lidio Lopes.

O parlamentar também considerou que a manutenção dos valores do IPTU por parte da Capital vai aliviar a população. “São medidas importantes nesse momento, de diminuição da tensão dos impactos da pandemia e mostra a sensibilidade dos governos, que não pensam em somente arrecadar, mas também em perceber a necessidade de um povo”, afirmou Lidio.

 O deputado Amarildo Cruz concordou e ressaltou que também havia enviado requerimento ao Governo do Estado em novembro no mesmo sentido. “E ainda mandei outro pedindo a análise da mudança de critério da base de anos para isenção total do IPVA a veículos com mais de 20 anos, diminuindo o prazo para 15 anos, em função do tanto que tem sido onerado ao custo de vida do cidadão. Temos que lutar por tudo que esteja na esfera de competência do Estado e cobrar que sejam feitas medidas que possam diminuir o que impacta no cidadão. Quero me somar e parabenizar a preocupação nesse momento que aflige o povo, que tem uma parcela significativa passando fome, sem ter onde morar ou o que comer”, analisou.

A iniciativa também foi elogiada pelo deputado Pedro Kemp, que argumentou que o dinheiro ficando no bolso do contribuinte e das empresas vai ajudar na recuperação do emprego e renda. “Muito importante essa iniciativa considerando esse período ainda de pandemia, em que a população enfrentou muitas dificuldades nesses dois anos e está tendo se recuperar. Muitos perderam o emprego ou estão em atividades informais, isso assustou muito e aumento de imposto é muito prejudicial, agora vai ajudar na retomada da economia”, finalizou.

Permitida a reprodução do texto, desde que contenha a assinatura Agência ALEMS.
Crédito obrigatório para as fotografias, no formato Nome do fotógrafo/ALEMS.