Jamilson Name solicita implantação de torre de telefonia móvel na região do Alto Caracol

Imagem: A finalidade da iniciativa do parlamentar é democratizar o acesso aos serviços de telefonia
A finalidade da iniciativa do parlamentar é democratizar o acesso aos serviços de telefonia
20/09/2023 - 15:55 Por: Assessoria de Imprensa    Foto: Luciana Nassar

Estar conectado e com possibilidade de comunicação através da telefonia móvel é indispensável nos dias atuais, para isso, a instalação de antenas e equipamentos   nas áreas rurais e também nas  distantes dos grandes centros. 

A disponibilidade da tecnologia de sinal de telefonia celular, tem o objetivo de amenizar a falta de comunicação entre as pessoas, e assim, permitir o acesso às tecnologias avançadas do mundo atual, a fim de proporcionar melhores condições de vida para as pessoas.

O distrito de Alto Caracol é uma das subdivisões do Município de Caracol, na região sudoeste de Mato Grosso do Sul. Pensando no desenvolvimento dessa região o deputado estadual Jamilson Name (PSDB) solicitou, por meio de indicação, que  sejam encaminhados expedientes aos representantes, neste Estado, das operadoras VIVO, OI, CLARO e TIM, solicitando verificarem a possibilidade de viabilizar a implantação de uma torre de transmissão de telefonia móvel, na região do Alto Caracol. 

De acordo com as informações, até o presente momento, aquela região não conta com sinal de telefonia móvel, dificultando a comunicação e impedindo o acesso a esse imprescindível meio de comunicação. 

Esta solicitação chegou ao parlamentar através do vereador Willian Rodrigues Pacheco, da Câmara Municipal de Caracol.

 

Solicitações como essas podem ser encaminhadas ao parlamentar, que está sempre a disposição da população! O contato pode ser feito por telefone no número 67 3389-6440, redes sociais no @depjamilson, e também por e-mail: [email protected] ou diretamente no gabinete do parlamentar na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul.

As matérias no espaço destinado à Assessoria dos Parlamentares são de inteira responsabilidade dos gabinetes dos deputados.