Deputado defende redução do ICMS do “boi em pé” de 12% para 7%

Governador recebe requerimento em nome da classe produtora
21/06/2017 - 14:31 Por: Wanessa Derzi    Foto: Wanessa Derzi

Como presidente da Comissão de Agricultura, Pecuária, Políticas Rural, Agrária e Pesqueira, o deputado estadual Marcio Fernandes (PMDB), esteve reunido nesta quarta-feira (21), com o governador, Reinaldo Azambuja, junto aos presidentes da Acrissul, Jonatan Barbosa e o da Famasul, Mauricio Saito para reforçar o pedido da redução da alíquota do ICMS na comercialização do “boi em pé” dos atuais 12% para 7%.
Segundo Marcio Fernandes, esta redução é uma alternativa para reaquecer o mercado da cadeia produtiva que está vivendo momento de instabilidade. “Para o Estado é indiferente essa redução, afinal no momento não está acontecendo venda desses bois, o abate está praticamente paralisado, com o ICMS 7%, cria-se oportunidade para esses pecuaristas venderem para os outros Estados”, explica o deputado.
Com o ICMS de 7% na comercialização do “boi em pé”, Mato Grosso do Sul se iguala as alíquotas praticadas nos Estados que são concorrentes direto, como: São Paulo, Mato Grosso, Tocantins e Paraná.
Fernandes ressaltou a importância econômica da cadeia produtiva no Estado. “Mato Grosso do Sul ocupa o segundo lugar no ranking brasileiro na bovinocultura de corte, e o quinto na exportação, resultados obtidos com muito esforço do produtor, que gera emprego e renda. Estou otimista que o governador se sensibilizou com este pedido, amanhã teremos uma resposta”, destaca o parlamentar.
Participaram também da reunião o secretário de Desenvolvimento Econômico, Jaime Verruck, o secretário de Governo, Eduardo Riedel, o deputado federal, Marcio Monteiro, o presidente da Assembleia Legislativa, Júnior Mochi, os deputados estaduais Eduardo Rocha, Coronel Davi, Zé Teixeira, Paulo Corrêa, Flávio Kayatt, Rinaldo Modesto, Maurício Picarelli, Onevan de Matos e Mara Caseiro.
As matérias no espaço destinado à Assessoria dos Parlamentares são de inteira responsabilidade dos gabinetes dos deputados.