Deputados cobram mais empenho da União pela pasta da Saúde

Imagem: Para parlamentares, União deveria ter obrigação de investir mais
Para parlamentares, União deveria ter obrigação de investir mais
12/09/2018 - 10:47 Por: Fernanda Kintschner   Foto: Luciana Nassar

Os deputados estaduais por Mato Grosso do Sul, Dr. Paulo Siufi (MDB) e Amarildo Cruz (PT), discursaram por mais apoio financeiro do Governo Federal para a gestão da Saúde Pública. Para os parlamentares, a assistência poderia ser melhor e os administradores municipais são os mais prejudicados.

“A Saúde precisa da União. Muito poderia ser resolvido na atenção primária, mas os pacientes do interior são enviados para os grandes centros e instaura o caos e as superlotações. Filas e falta de cirurgias, morte enquanto espera. O Sistema Único de Saúde [SUS] está falido. As prefeituras recorrem ao Estado e tem muita tragédia anunciada. Esses dias ajudei a socorrer vítimas de um acidente entre duas motocicletas e a ambulância demorou 43 minutos para chegar. Lamentável”, disse Siufi, na tribuna.

O deputado Amarildo Cruz concordou e relembrou que a obrigação por lei é de que os municípios invistam 15% de sua receita em Saúde. “Enquanto isso há prefeitos que investem de 25% a 30%, do tanto de demanda. O Estado cumpre com a obrigação de investir 12%, enquanto a União não tem obrigação nenhuma e leva a maior parte dos impostos. A Saúde Pública para os mais pobres está em risco, mas é um modelo invejado e copiado no mundo inteiro”, destacou Amarildo Cruz, em aparte.

Os parlamentares ainda ressaltaram que é importante que os eleitores conheçam as propostas dos candidatos ao Executivo – estadual e nacional - para a pasta da Saúde.

Permitida a reprodução , desde que contenha a assinatura "Agência ALMS".
Crédito obrigatório para as fotografias, no formato "Nome do fotógrafo/ALMS".